quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Edital é lançado para repor vagas no Mais Médicos e Provab em 21 municípios


Campo Alegre é um dos municípios que necessitam do reforço de médicos na Atenção Básica

O Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta segunda-feira (11) dois editais do Programa de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde, que inclui o Programa Mais Médicos e o Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab). Vinte e um municípios alagoanos oferecem vagas de reposição, cujos interessados devem efetuar inscrição no site www.maismedicos.saude.gov.br até sexta-feira (15).

Campo Alegre, Boca da Mata, Japaratinga, Marechal Deodoro, Atalaia, Limoeiro de Anadia, Maceió, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Campo Grande, Porto Calvo, São José da Laje, São Sebastião, Igaci, Taquarana, Arapiraca, Delmiro Gouveia, Feira Grande, Junqueiro, Rio Largo e Viçosa são os municípios que necessitam do reforço de médicos na Atenção Básica.

“Na seleção a prioridade é para médicos brasileiros, em seguida os médicos brasileiros que estudaram fora do País e depois os médicos estrangeiros. O candidato pode pedir adesão a três destes municípios; não há adesão para outros”, explicou a coordenadora do Mais Médicos e Provab em Alagoas, Ivana Pita.

Em Alagoas existem 250 médicos atuando em 67 municípios que aderiram ao Mais Médicos, conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). “As maiores necessidades estão na IX e X Região de Saúde, no Alto Sertão Alagoano. Entre as vantagens estão o diploma de especialização de Saúde da Família para os profissionais do Mais Médicos e o ganho de 10 pontos para residência daqueles que aderiram ao Provab”, ressaltou a secretária Rozangela Wyszomirska.

Todos os profissionais do Mais Médicos têm direito a um recesso anual de 30 dias e contribuição previdenciária custeada pelo Ministério da Saúde, bem como moradia, alimentação e ajuda de custo. A bolsa mensal líquida é no valor de R$ 10 mil, válidos até três anos, para o cumprimento de 40h semanais, sendo 32h de atuação nas unidades básicas de saúde e 8h dedicadas à contribuição na educação voltada à saúde dos munícipes.

Os médicos do Provab também recebem R$ 10 mil de bolsa, porém só podem atuar em até 12 meses. Trinta dias de repouso são garantidos, conforme o Termo de Adesão e Concessão de Bolsa publicado no DOU em 7 de fevereiro de 2014, que ainda exige o cumprimento de 32h semanais na unidade de saúde na qual o médico desenvolve suas atividades. 

por Agência Alagoas


Nenhum comentário:

Postar um comentário