sábado, 20 de maio de 2017

Poda criminosa de árvores da Praça da Rua Nova, em Campo Alegre, causa descontentamento em moradores

Corte de galhos de árvores em praça  deixa moradores indignados em Campo Alegre

Moradores da  Avenida João Fernandes Vieira, conhecida como "Rua Nova", no município de Campo Alegre, não esconderam a revolta com a atitude de algum cidadão que esteja realizando o corte de galhos de árvores. 

Moradores fizeram registros da poda irregular de algumas árvores e denunciaram a situação a reportagem do Blog do Rômulo Melo. Ao que tudo indica são galhos de árvores sadios e que não aparentavam terem problemas técnicos que justificariam sua retirada. De acordo com a vizinhança, há quem esteja fazendo isso por conta própria.

O grupo de moradores  disseram (como mostra a foto), que os galhos foram deixados no meio da rua e em frente de outras casas. Os moradores não souberam informar o motivo que levaria uma pessoa a cortar os galhos das árvores. 

A praça, é um tradicional ponto de encontro e lazer e as árvores além de funcionar como elemento paisagístico, embelezando a cidade, também são fatores determinantes para o equilíbrio da temperatura.

Apesar da indignação dos moradores da região, o (a) autor (a) do corte ainda não foi identificado (a).

Vale ressaltar que cortar, derrubar, podar ou sacrificar árvore em local público sem autorização de órgãos ambientais competentes pode ser considerado crime.

A nossa reportagem entrou em contato com o Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente Leonardo Monteiro e o mesmo informou que é necessário que procurem e solicitem da secretaria responsável a realização do serviço de poda de árvores, uma vez que, a mesma irá realizar uma vistoria que avaliará as condições biológicas da árvore e se é necessário ou não a poda destas árvores. 

Ainda de acordo com ele, apenas o IMA (Instituto do Meio Ambiente de Alagoas) tem competência de multar, a secretaria municipal cabe apenas advertir o indivíduo. Ele finalizou afirmando que irá averiguar a situação.

“Acho que temos que pensar mais no ambiente. Como as pessoas têm coragem de cortar os galhos das árvores de forma criminosa? É revoltante e prejudicial, pela questão da sombra também.  Sãos árvores que todo mundo passa e admira, e agora o que se pode ver são galhos jogados no chão”, disse uma moradora da localidade, que não quis revelar seu nome. 

Uma coisa é certa: Os galhos das árvores não podem ser arrancados sem que realmente estejam ruins e na eminência de causar danos.














Nenhum comentário:

Postar um comentário