quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Legislativo de Campo Alegre realizou sua 26ª sessão ordinária; Confira os destaques!



Na sessão legislativa ordinária ocorrida nesta quarta-feira, dia 22 de agosto de 2018, os parlamentares membros da Câmara Municipal de Vereadores de Campo Alegre, sob a presidência da vereadora Kellyn Guimarães, debateram os seguintes assuntos:

Um dos temas discutidos durante a sessão foi a respeito de ver a possibilidade dos secretários municipais comparecerem as sessões semanalmente para prestarem esclarecimentos aos parlamentares bem como a toda população campo-alegrense sobre as ações realizadas por cada pasta. O objetivo é para que a população tome conhecimento dos dados que serão fornecidos. Espera-se que a medida dê mais transparência às ações tomadas por cada secretaria.

Nos discursos dos parlamentares foi possível ouvir todos em um mesmo tom: Em tempo de eleição, refletir sobre os inúmeros benefícios conquistados pelo município graças aos esforços de parceiros da atual gestão. 

Os vereadores que dirigiram-se à tribuna da casa, pontuaram uma série de contribuições e avanços ao longo dos últimos anos através do compromisso da prefeita Pauline Pereira com a ajuda de políticos que sempre estiveram contribuindo com o desenvolvimento da cidade. Uma realidade em que neste período de corrida eleitoral deve-se ser recompensado através do voto certo do cidadão a favor daqueles que sempre estiveram ao lado do município.  

PROJETO DE LEI APROVADO EM 2ª VOTAÇÃO

O Projeto de Lei nº 026/2018 que prevê a criação da Patrulha Feminina Deolinda de Araújo Lima apresentado pela vereadora e presidente da Câmara, Kelly Guimarães (PSB), recebeu parecer favorável da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final e em seguida foi submetida em discussão e aprovação sendo aprovado por unanimidade.

Kelly fez explicações sobre o projeto e ressaltou a importância da sua aprovação. Ela enfatizou que o projeto tem como objetivo acompanhar e atender mulheres do município de Campo Alegre em situação de vulnerabilidade vítimas de violência doméstica e familiar, além de fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas de urgência.

"A Patrulha Feminina existe em outros municípios e diante do seu positivo funcionamento tivemos a ideia de implantá-la em Campo Alegre. Aqui no município sugeri que o órgão tenha o nome de Deolinda de Araújo Lima, uma justa homenagem por ser um exemplo de mulher que se destacou na magistratura alagoana. Deolinda iniciou sua carreira como juíza em 1986 e atuou na comarca de Campo Alegre. Espero que os meus pares aprovem esse Projeto de Lei que será um grande instrumento de combate à violência contra a mulher, e mais uma ferramenta grandiosa que vem somar-se às ações desenvolvidas de modo a reduzir a incidência desse tipo de ocorrência'', frisou a vereadora.

Confira na íntegra todos os assuntos debatidos durante a sessão através do áudio abaixo:












Nenhum comentário:

Postar um comentário